TRANSFUSAO SANGUÍNEA



  A transfusão de sangue ou de seus componentes é, em geral, um procedimento de urgência e não deve ser encarado como um tratamento, mas apenas como medida de suporte a fim de manter a sobrevida até que seja possível o diagnóstico, tratamento e recuperação do animal.

 

  Não devemos entender que a transfusão trará uma pronta recuperação do animal. A transfusao serve para recuperar o paciente momentaneamente (tirá-lo do risco de vida imediato) para tentarmos tratar a causa do problema e suas consequências. A maior parte dos casos que exigem transfusões são sérios, de surgimento repentino e inesperado e apenas o veterinário, à luz dos dados clínicos e laboratoriais, poderá tomar a decisão por esta escolha, já que existem riscos graves associados.
 
  A maioria dos casos de transfusão estão associados a anemia crítica ou perdas sanguíneas, por problemas hepáticos ou renais, infecções por parasitas do sangue (babesiose, ehrlichiose, haemobartonelose), intestinais (verminoses ou protozooses) ou mesmo parasitas externos (pulgas e carrapatos), deficiências alimentares, acidentes, intoxicações e até grandes cirurgias.
 
  Após uma tranfusão, deve-se monitorar o paciente com cuidado, pois é um procedimento que pode ocorrer reações e "rejeições".
 
  Temos parcerias com bancos de sangues veterinários e procuramos sempre ter bolsas prontas em nosso estoque para garantir a vida do seu animal em um momento de emergência.
Voltar